_________Luandabe____________Luandabel
______LuandabelaLuan_______LuandabelaLuanda
____LuandabelaLuandabel___LuandabelaLuandabel
___LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_______Luan
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_________Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuanda_______Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabela______L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuan__Lua
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab_L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuand
____LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLu
______LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
_________LuandabelaLuandabelaLuandabelaL
____________LuandabelaLuandabelaLuand
______________LuandabelaLuandabela
_________________Luandabela♥♥♥
___________________♥♥♥♥♥♥
_____________________♥♥♥
______________________♥
__________♥Olá♥ Caríssimo♥
_____________##
____________###*
________.*#####
_______*######
_____*#######
____*########.
___*#########.
___*######*###*
__*#########*###
_*##########*__*##
_*###########___*
_#########
_*##*#####
_*_########
____#######
_____*######
______*#####*
___EU___*####*
__QUERO___*####
__VOCÊ_______*##*
__FELIZ TODO___*##
__DIA___________*##.
______________.#####. Beijos :-***
___________.##########
__________.####*__*####
Na verdade... :x
Nós todos precisamos uns dos outros, eu, por exemplo, preciso
De você... Do seu carinho e da sua amizade.
Luandabela -)(-:

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Veja as mais estranhas espécies descobertas recentemente

Veja as mais estranhas espécies descobertas recentemente

 

 Recentemente, diversos trabalhos de biólogos que terminaram em descoberta de novas espécies foram divulgados. Muitos dos animais encontrados chamavam a atenção pela bizarrice, feiura ou até mesmo por espantar alguns dos pesquisadores. Conheça algumas das mais estranhas descobertas feitas recentemente

 Anteriormente já visto, mas nunca descrito, este morcego se alimenta de frutas e é natural de Papua. Não possui nome ainda, mas já foi encontrado em outras regiões do país além das montanhas Nakanai

 Cientistas da Conservação Internacional descobriram 200 novas espécies na Papua Nova Guiné, Dentre as 20 novas espécies de gafanhotos, está o Tettigoniidae Agraeciinae, que mede entre 40 e 45 mm

 Todas as espécies foram encontradas nas montanhas Nakanai, na Papua. Este sapo, do gênero Platymantis, vive apenas em regiões de grande altitude nas florestas tropicais das montanhas

 Outro gênero de Tettigoniidae Agraeciinae encontrado é este gafanhoto que vive nas vegetações baixas das montanhas da Papua. Mede entre 30 e 40 mm

 O Spinisternum sp. 5 é um gafanhoto marrom escuro com garras brancas. Foi o exemplar de gafanhoto mais encontrado entre as novas espécies

Mais um sapo descoberto é o Litoria, que vive em regiões de altitude média de 850 m na Papua

O pequeno rato descoberto possui apenas 2 cm representa uma nova espécie e novo gênero. Sua cauda é branca


O gafanhoto Spinisternum sp. 4 mede entre 30 e 35 mm
Este sapo do gênero Platymantis mede apenas 25 mm e é visto entre 5h e 11h e no pôr do sol, ao contrário da maioria dos sapos, que costumam aparecer à noite

 O pequeno Ceratobratrachid vive em elevadas regiões das montanhas e pode representar um novo gênero



 Entre as plantas descobertas, um novo gênero de Rhododendron foi encontrado em abundância nas montanhas, o que sugere que há muito o que explorar ainda



 Considerado pelos cientistas a espécie mais bonita encontrada, o gafanhoto de olhos rosa vive nas árvores mais altas das florestas, o que o torna difícil de ser encontrado e estudado



 Difícil de ser encontrado, também, foi este colorido sapo. Os machos são mais vistos quando produzem som para atrair fêmeas da vizinhança



As formigas líderes desta espécie descoberta possuem cabeças sete vezes maiores do que as formigas operárias. As grandes mandíbulas são controladas por poderosos músculos, que as permitem partir alimentos mais facilmente
O Mossula, nova espécie de gafanhoto, possui interessante sistema de defesa. Suas garras posteriores são grandes e espinhosas, e quando o gafanhoto é atacado as coloca por cima da cabeça, dando golpes para se proteger

 Este sapo vive 30 metros abaixo do nível da terra e seus machos anunciam sua presença com alto coaxado



 Pequeno o suficiente para sentar em uma unha do polegar humano, este sapo camufla-se facilmente em pedras



A Strumigenys bateu o recorde de altitude em que vive dentre todas as formigas já encontradas na Papua Nova Guiné. Ela vive a 2,9 mil metros

O peixe-drácula (Danionella dracula), descoberto em um pequeno rio de Mianmar, mede até 1,7 centímetros e tem dentes que lembram os de um vampiro

O pássaro careca Pycnonotus hualon foi encontrado na região central do Laos

A planta carnívora Nepenthes bokorensis, encontrada no sul do Camboja, pode chegar até sete metros de altura e tem bolsas que prendem formigas e outros insetos

Encontrado no Vietnã, o sapo Leptolalax applebyi teria passado despercebido não fosse pelos ruídos que fazia, parecidos com os de um grilo

A cobra Coluberoelaps nguyenvansangi, que não tem presas nem veneno, é um de dez novos répteis encontrados na região

Uma Alviniconcha sp, que vive no Japão, foi uma das espécies descobertas

Peixe dragão tem dentes até na língua. O animal parece terrível, mas tem apenas o tamanho de uma banana

O verme Vigtorniella sp também foi encontrado no Japão, na baía de Sagami, a 925 m. O Censo da Vida Marinha divulgou nesta segunda-feira, após 10 anos de trabalho, seus resultados. Foram cerca de 120 mil espécies registradas, sendo que até 6 mil podem ser novas - 1,2 mil foram confirmadas como descobertas pelo projeto

O Ceratonotus steiningeri foi descoberto a 5,4 mil m de profundidade em 2006 em Angola

A Lambis chiragra, que está na Lista Vermelha de espécies ameaçadas como "vulnerável", vive em Cingapura

O Censo da Vida Marinha divulgou dados sobre 10 anos de trabalho conjunto com instituições de pesquisa de todo o planeta. Entre as novas descobertas, está a de que o Japão e a Austrália têm a maior biodiversidade marinha e o Mediterrâneo é o mar mais ameaçado do mundo. Confira imagens de animais observados. O Phronoma sedentaria vive dentro de outro animal que tem forma de barril

Este peixe-anjo rainha foi registrado próximo ao vazamento de óleo no Golfo do México

 Este polvo de águas profundas vive a 2,7 mil m de profundidade no Golfo do México



Esta anêmona do mar da espécie Actinoscyphia sp fecha seu tentáculos para capturar presas ou se proteger

O peixe sargaço se esconde na alga que lhe dá nome

O caranguejo yeti recebeu esse nome por causa da aparência peluda. O animal pertence a uma nova família descoberta durante o censo. Este espécime foi coletado a 2.228 m de profundidade

 Detectores acústicos ajudaram a registrar a passagem de peixes migratórios e traçar suas rotas



 Este pterópode foi capturado na Austrália



Ouriço-do-mar foi encontrado na Austrália

Alga vermelha foi vista na ilha de Heron

Nova espécie de epímera tem apenas 25 mm e foi descoberta na Antártida

Ascídias são vistas na Alemanha

 Esponja de vidro é vista na Alemanha. Pesquisadores acreditam que esses animais, devido ao seu tamanho e lento crescimento, existiam antes do aparecimento de uma camada de gelo que existia no local, e sobreviveram a ela



Pepinos do mar de água profunda são vistos na Alemanha

Parte inferior de uma estrela-do-mar Nardoa rosea é vista de perto na ilha de Heron

 Esta nova espécie de lula foi descoberta na região central do Atlântico



 Este coral transparente também foi visto na Austrália



Este caranguejo foi visto no coral da ilha Heron

 Sabelídeo é registrado no mar australiano



Poliqueta é vista em um coral australiano

Esta lesma também foi registrada na ilha Heron

 Lesma do mar é vista na ilha Heron, na Austrália



Os chocos também foram estudados pelo Censo

Este caranguejo foi observado em 2005

Pesquisadores da Nova Zelândia seguram estrelas-do-mar Macroptychaster gigantes. Esses animais podem chegar a 60 cm de diâmetro

Este Lima sp, uma espécie de molusco, foi fotografado durante uma expedição à ilha Ningaloo, na Austrália

Diversas espécies de polvo foram observadas na Antártida

A água-viva Aequorea macrodactyla vive nas águas mornas do leste do Pacífico

Águas-vivas coloniais foram vistas na Austrália



Apesar da cor, o verme árvore de Natal merece o nome

Esta é o único Laurentaeglyphea neocaledonica registrado vivo. Acreditava-se que a espécie estava extinta há 50 milhões de anos

Veículo operado a distância mede a temperatura da água. O equipamento foi responsável, em 2006, pela temperatura mais alta registrada no mar: 407°C

Imagem registrada na Nova Zelândia mostra uma estrela-do-mar (laranja) em um coral se alimentando de microrganismos em corrente marítima

Este ouriço-do-mar foi registrado na Antártida

Este chicote do mar intrigou os pesquisadores, que passaram um bom tempo tentando examinar os diversos organismos que viviam associados a este único animal

Estrela-do-mar é registrada na baía Cobscook, no Maine, Estados Unidos, em 2007

Esta estrela-do-mar também foi registrada

Aranha do mar macho carrega ovo em apêndices adaptados na parte inferior de seu corpo. Esta é uma das muitas possíveis novas espécies da Antártida. Os pesquisadores do Censo tentam entender a evolução desses curiosos animais

O sangue do peixe de gelo da Antártida é adaptado para não congelar em baixas temperaturas, por isso, não tem hemoglobina nem células vermelhas que dão cor ao sangue. Na mesma imagem, podem ser vistas estrelas-do-mar amarelas

Esta esponja gigante foi uma das espécies encontradas na expedição

Este pepino do mar transparente, chamado de Enypniastes, rasteja para a frente com seus tentáculos a uma velocidade de aproximadamente 2 cm por minuto, enquanto varre os detritos de sedimentos com sua boca. A espécie vive a 2.750 metros de profundidade no Norte Golfo do México

Um novo copépode, da família dos crustáceos, foi descoberto no fundo de abismos no Oceano Atlântico e foi incluído no catálogo do Censo da Vida Marinha, que se apresentaram uma nova lista da vida nos oceanos

Este octópode de dois metros de comprimento e seis quilos de peso vive a uma profundidade de 1,5 km no oceano do Atlântico. Ele ganhou o apelido de "Dumbo" pela barbatana em forma de longas orelhas que utiliza para navegar

Esta bizarra criatura foi registrada durante uma expedição científica na região de Sangihe Talaud, na Indonésia. A imagem foi divulgada em julho


Esse sapo pertence à espécie Microhyla nepenthicola, descoberta em Sarawak, na Malásia. O minúsculo animal tem cerca de 3 mm quando girino e entre 9 e 11 mm quando adulto. É considerado a menor espécie de sapo da Ásia


Câmera automática registra o que pesquisadores acreditam ser nova espécie de musaranho-elefante, na floresta Boni-Dodori, no Quênia. Apesar do tamanho, o animal é considerado mais próximo dos elefantes do que dos musaranhos

Nenhum comentário:

Counter

♥Luandabela Headline Animator

Postagens populares

Sexualidade

Sexualidade
Bar Aurora & Boteco Ferraz

Subscribe Now: Feed Icon

va