_________Luandabe____________Luandabel
______LuandabelaLuan_______LuandabelaLuanda
____LuandabelaLuandabel___LuandabelaLuandabel
___LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_______Luan
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_________Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuanda_______Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabela______L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuan__Lua
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab_L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuand
____LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLu
______LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
_________LuandabelaLuandabelaLuandabelaL
____________LuandabelaLuandabelaLuand
______________LuandabelaLuandabela
_________________Luandabela♥♥♥
___________________♥♥♥♥♥♥
_____________________♥♥♥
______________________♥
__________♥Olá♥ Caríssimo♥
_____________##
____________###*
________.*#####
_______*######
_____*#######
____*########.
___*#########.
___*######*###*
__*#########*###
_*##########*__*##
_*###########___*
_#########
_*##*#####
_*_########
____#######
_____*######
______*#####*
___EU___*####*
__QUERO___*####
__VOCÊ_______*##*
__FELIZ TODO___*##
__DIA___________*##.
______________.#####. Beijos :-***
___________.##########
__________.####*__*####
Na verdade... :x
Nós todos precisamos uns dos outros, eu, por exemplo, preciso
De você... Do seu carinho e da sua amizade.
Luandabela -)(-:

quarta-feira, 13 de julho de 2011

ÁGUA DIVINA



ÁGUA DIVINA





Chove...e a chuva apesar de triste, traz 

esperança, como tudo que vem do céu.

Uma esperança tênue que tudo vai melhorar...e 

eu aguardo.

Espero na chuva, a mesma sensação fresca de 

algo repentinamente bom.

Cada gota traz uma letra, e cada letra uma 

canção.

Sons mudos de uma alegria contida, tímida, 

invertida.

E como guarda-chuva, eu me amparo nas beiras 

de minhas próprias calçadas, repletas de chão

 duro, mas de janelas abertas.

Porque sei que posso trancá-las, mas não 

quero...

Quero que a luz de fora possa entrar e o ar de

 dentro possa fugir tranqüilo.

A maçaneta da porta é como pensamento, 

impossível tocá-la, e isso faz com que nunca seja 

usada.

Nas paredes, lembranças, fotos, fatos e versos

 nunca vistos, nunca sentidos, apenas 

observados na mais completa resiliência.

E ainda chove...as telhas molhadas transmitem 

toadas silenciosas, afim de não acordar os 

sonhos de ninguém.

Eles, acordados ou não, são para sempre

 nossos, mas dormindo não nos assustam tanto.

As flores da varanda dançam sutis no vento, 

buscando o eco de seu perfume.

O vento canta desafinado, sem ritmo, e meus 

ouvidos riem de seu soar desajeitado.

Ele é menino, ainda não sabe sua força e sua 

maravilhosa meiguice.

Mas traz consigo medo e fascínio, rompendo

 barreiras, fertilizando os campos.

No varal, não há nada... 

Assim como em minhas

 mãos, que buscam incessantemente estarem

 repletas de mim mesma.

No telhado, algumas goteiras enchem a sala de

 meu coração, mostrando que nem tudo

 depende de mim.

Resta-me apenas secar esse pranto e no chão 

que ficou úmido, plantar uma roseira.

 Com novas pétalas, novo perfume, novos 

espinhos.

No portão a chuva aperta.

E assim, posso sentir

 seu cheiro e sua força.

 E é isso que desperta 

meu coração para ver que eu sou uma equação 

divina, nunca desvendada, pouco entendida, mas

 eternamente cheia de amor.

Por fim, a chuva parou...

Fez seu magnífico papel de conselheira, jogou

sobre mim tudo que me faça ver, sentir, viver...

E foi-se..
.
Em cima da cama florida, nos aposentos de

 minha alma deixou um breve bilhete:

“Vim apenas para molhar seu sorriso”







Autoria : Ka Santos


Se gostou e quer copiar pode, no final só por favor mantenha os créditos se tiver autoria. Luandabela

Nenhum comentário:

Counter

♥Luandabela Headline Animator

Postagens populares

Sexualidade

Sexualidade
Bar Aurora & Boteco Ferraz

Subscribe Now: Feed Icon

va