_________Luandabe____________Luandabel
______LuandabelaLuan_______LuandabelaLuanda
____LuandabelaLuandabel___LuandabelaLuandabel
___LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_______Luan
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLu_________Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuanda_______Luan
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabela______L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuan__Lua
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab_L
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabel
_LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
__LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLuand
____LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandabelaLu
______LuandabelaLuandabelaLuandabelaLuandab
_________LuandabelaLuandabelaLuandabelaL
____________LuandabelaLuandabelaLuand
______________LuandabelaLuandabela
_________________Luandabela♥♥♥
___________________♥♥♥♥♥♥
_____________________♥♥♥
______________________♥
__________♥Olá♥ Caríssimo♥
_____________##
____________###*
________.*#####
_______*######
_____*#######
____*########.
___*#########.
___*######*###*
__*#########*###
_*##########*__*##
_*###########___*
_#########
_*##*#####
_*_########
____#######
_____*######
______*#####*
___EU___*####*
__QUERO___*####
__VOCÊ_______*##*
__FELIZ TODO___*##
__DIA___________*##.
______________.#####. Beijos :-***
___________.##########
__________.####*__*####
Na verdade... :x
Nós todos precisamos uns dos outros, eu, por exemplo, preciso
De você... Do seu carinho e da sua amizade.
Luandabela -)(-:

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Forjando a armadura


Forjando a       armadura
“Nego-me a submeter- me ao medo
Que me       tira a alegria de minha liberdade
Que não me deixa arriscar nada
Que       me torna pequeno e mesquinho
Que me amarra
Que não me deixa ser       direto e franco
Que me persegue, que ocupa negativamente minha       imaginação
Que sempre pinta visões sombrias
No entanto não quero       levantar barricas por medo do medo
Eu quero viver, e não quero       encerrar-me
Não quero ser amigável por ter medo de ser sincero
Quero       pisar firme porque estou seguro e não para encobrir meu medo
E quando       me calo, quero fazê-lo por amor
E não por temer as conseqüências de       minhas palavras
Não quero acreditar em algo só pelo medo de não       acreditar
Não quero filosofar por medo de que algo possa atingir-me de       perto
Não quero dobrar-me, só porque tenho medo de não ser       amável
Não quero impor algo aos outros pelo medo de que possam impor       algo a mim
Por medo de errar, não quero tornar-me inativo
Não quero       fugir de volta para o velho, o inaceitável
Por medo de não me sentir       seguro no novo
Não quero fazer-me de importante por temer que, do       contrário, seria ignorado
Por convicção e amor, quero fazer o que       faço
E deixar de fazer o que deixo de fazer
Do medo quero arrancar o       domínio e dá-lo ao amor
E quero crer no reino que existe em       mim.”

Rudolf Steiner







Se gostou e quer copiar pode, no final só por favor mantenha os créditos se tiver autoria. Luandabela

Nenhum comentário:

Counter

♥Luandabela Headline Animator

Postagens populares

Sexualidade

Sexualidade
Bar Aurora & Boteco Ferraz

Subscribe Now: Feed Icon

va